© 2023 by The Voice Project. Proudly created with Wix.com

  • Facebook App Icon
  • YouTube App Icon
A FUNDAÇÃO

A melhoria de vida da população e a sua participação nas actividades económicas da região é, e sempre foi, uma das grandes preocupações do projecto da Herdade da Comporta. Aquando da aquisição da Atlantic Company (actual Herdade da Comporta) em 1955, foram construídas casas para alojar os trabalhadores e suas famílias, foi garantida assistência médica, foram construídas escolas e contratados professores e, no âmbito cultural, eram organizadas as festas das aldeias.

 

No seguimento deste trabalho, interrompido entre 1975 e 1991, foram "restabelecidas” parcerias de índole social com as Câmaras Municipais de Alcácer do Sal e Grândola nos pelouros da Habitação, Educação e Cultura.

 

A Fundação da Herdade da Comporta surge, então, em 2004, como resposta organizada às necessidades da comunidade local, e em 2010 foi feito um Diagnóstico Social das sete aldeias situadas na área geográfica da Herdade da Comporta: Carrasqueira, Possanco/Cambado, Comporta, Torre, Brejos da Carregueira, Carvalhal e Lagoas. Este diagnóstico veio servir de base de trabalho para, em conjunto com a Comunidade e em parceria com as entidades locais, construir, a par dos projectos turísticos da Herdade, um futuro sustentável e inclusivo. 

 

A Fundação da Herdade da Comporta foi inicialmente constituída pela Herdade da Comporta e pelas Câmaras Municipais de Alcácer do Sal e Grândola. As Câmaras Municipais são os principais parceiros da Fundação, com assento nos seus órgãos sociais.

 

A Fundação participa nos Conselhos Locais de Ação Social (CLAS) de Alcácer do Sal e Grândola, na Plataforma Supraconcelhia do Alentejo Litoral (PSCAL) e nos Núcleos Locais de Inserção (NLI) de Alcácer do Sal e Grândola. Está também representada na Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Alcácer do Sal.